Pular para o conteúdo

Vendah

Quais são os negócios que faltam no brasil?

24 Jul 2023

Você está procurando ideias de negócios que ainda podem crescer no Brasil? Então você veio ao lugar certo! Neste post, vamos listar algumas opções de mercados que estão em alta ou que têm potencial para se desenvolver no país. Além disso, vamos mostrar que existem alguns mercados já consolidados que seguem em ascensão e que podem ser trabalhados de uma forma inovadora. Acompanhe para saber quais são os negócios que faltam no brasil!

Algumas das ideias que vamos apresentar são inspiradas em exemplos norte americanos que não tem no Brasil ou ideias de sucesso na Europa, mas que ainda não são muito explorados no nosso país. Outras são fruto da criatividade e da necessidade dos brasileiros, que buscam soluções práticas e acessíveis para o seu dia a dia.

Mas lembre-se: o sucesso de qualquer empreendimento depende de muitos fatores, como planejamento, pesquisa de mercado, estratégia, gestão, marketing, etc. Por isso, antes de investir em qualquer ideia, faça uma análise cuidadosa e procure se capacitar e se informar sobre o ramo escolhido. Bora lá?

O que ainda não tem no Brasil?

O Brasil é um país com muitas oportunidades para empreender, mas também com muitos desafios. Por isso, é importante estar atento às tendências e às necessidades do mercado, buscando inspiração em ideias que já deram certo em outros lugares do mundo.

Uma das formas de encontrar oportunidades de negócio é observar o que ainda não existe no mercado brasileiro, mas que já faz sucesso em outros países. Por exemplo, você sabia que a economia colaborativa é uma das tendências de mercado para os próximos anos? Esse conceito se baseia no compartilhamento de bens e serviços entre pessoas, como aluguel de roupas, carros, bicicletas, ferramentas, etc. Essa é uma forma de reduzir custos, otimizar recursos e gerar renda extra para quem oferece e para quem usa.

Algumas das ideias que vamos apresentar são inspiradas em modelos de sucesso nos Estados Unidos e na Europa, mas que ainda não são muito explorados no Brasil. Outras são fruto da criatividade e da necessidade dos brasileiros, que buscam soluções práticas e acessíveis para o seu dia a dia.

Vamos começar?

1. Aluguel de roupa

Você já pensou em alugar uma roupa em vez de comprar? Essa é uma tendência que vem crescendo em países da Europa e Estados Unidos, e que pode ser uma ótima opção para quem quer economizar, variar o guarda-roupa ou ter acesso a peças de qualidade sem gastar muito.

O aluguel de roupa funciona por meio de plataformas online ou lojas físicas, que oferecem diferentes modelos, tamanhos e estilos de roupas para diferentes ocasiões. O cliente escolhe a peça que quer usar, paga uma taxa pelo período de aluguel e devolve depois de lavada.

Essa ideia é vantajosa tanto para o consumidor quanto para o meio ambiente, pois reduz o consumo excessivo de roupas e o desperdício de tecidos. Além disso, é uma oportunidade para quem tem roupas paradas no armário e quer ganhar uma renda extra com elas.

2. Dropshipping:

Dropshipping é um modelo de negócio online em que o vendedor não precisa ter estoque próprio nem se preocupar com a entrega dos produtos. Ele apenas divulga e vende os produtos de um fornecedor, que fica responsável por todo o processo logístico.

O vendedor ganha uma comissão por cada venda realizada, sem precisar investir em infraestrutura ou estoque. O cliente recebe o produto diretamente do fornecedor, sem saber que há um intermediário na operação.

O dropshipping é uma forma de empreender com baixo custo e risco, pois permite testar diferentes nichos e produtos sem comprometer o capital. No entanto, é preciso escolher bem os fornecedores, garantir a qualidade dos produtos e oferecer um bom atendimento ao cliente.

3. Negócios inclusivos

Negócios inclusivos são aqueles que promovem a inclusão social e econômica de pessoas que estão em situação de vulnerabilidade ou exclusão. Eles podem ser desde empresas sociais, que têm como missão gerar impacto positivo na sociedade, até empresas tradicionais, que adotam práticas de responsabilidade social e diversidade.

Alguns exemplos de negócios inclusivos são: empresas que contratam pessoas com deficiência, refugiados ou ex-presidiários; empresas que oferecem produtos ou serviços acessíveis para pessoas com baixa renda ou necessidades especiais; empresas que apoiam projetos sociais ou ambientais em comunidades carentes.

Esses negócios podem gerar benefícios tanto para os empreendedores quanto para os beneficiários, pois criam valor compartilhado, fortalecem a imagem da marca, fidelizam os clientes e contribuem para o desenvolvimento sustentável.

4. Buy one, give one Buy one, give one (compre um, doe um).

É um modelo de negócio baseado na doação de um produto ou serviço para cada produto ou serviço vendido. É uma forma de aliar o consumo consciente com a filantropia, incentivando os clientes a fazerem o bem enquanto compram.

Um exemplo famoso desse modelo é a empresa TOMS Shoes, que doa um par de sapatos para uma criança carente a cada par vendido. Outros exemplos são: a empresa Warby Parker, que doa óculos para pessoas com problemas de visão; a empresa Bombas, que doa meias para moradores de rua; a empresa Soapbox, que doa sabonetes para comunidades sem acesso à água potável.

Esse modelo pode ser aplicado a diferentes tipos de produtos ou serviços, desde que haja uma causa social ou ambiental relacionada. O importante é ser transparente com os clientes e com os beneficiários, mostrando o impacto gerado pelas doações.

5. Chef de cozinha particular:

Você já imaginou ter um chef de cozinha particular na sua casa, preparando um cardápio personalizado para você e seus convidados? Essa é uma ideia que vem ganhando espaço em países como Estados Unidos, França e Itália, e que pode ser uma ótima opção para quem quer ter uma experiência gastronômica diferenciada.

O chef de cozinha particular é um profissional que oferece seus serviços de forma autônoma, atendendo a diferentes tipos de eventos, como jantares, almoços, brunches, aniversários, etc. Ele pode cozinhar na casa do cliente ou levar os pratos prontos, de acordo com a preferência e o orçamento de cada um.

Essa ideia é vantajosa tanto para o cliente quanto para o chef, pois permite ter mais liberdade, flexibilidade e personalização na hora de escolher o menu, o estilo e o preço. Além disso, é uma forma de valorizar o trabalho do chef e de conhecer novos sabores e culturas.

6. Traveleyes

Traveleyes é uma empresa que oferece viagens guiadas para pessoas cegas ou com baixa visão. A ideia é proporcionar uma experiência sensorial e cultural para essas pessoas, que muitas vezes enfrentam dificuldades para viajar sozinhas ou encontrar agências especializadas.

A empresa funciona da seguinte forma: ela organiza grupos de viajantes, sendo metade deles cegos ou com baixa visão e metade deles videntes. Os videntes se revezam para guiar os cegos durante a viagem, descrevendo as paisagens, os monumentos, as cores, os sons, os cheiros, etc.

Essa ideia é vantajosa tanto para os cegos quanto para os videntes, pois permite que ambos tenham uma viagem mais rica, divertida e inclusiva. Além disso, os videntes pagam um preço mais baixo pela viagem, como forma de recompensa pelo seu papel de guia.

6. Consultoria para evitar acidentes domésticos com bebês

Você sabia que os acidentes domésticos são a principal causa de morte de crianças de 0 a 14 anos no Brasil? Segundo dados do Ministério da Saúde, cerca de 4 mil crianças morrem e 110 mil são hospitalizadas por ano por causa de quedas, queimaduras, afogamentos, intoxicações, sufocações, etc.

Para evitar esses acidentes, muitos pais recorrem a produtos de segurança infantil, como grades, travas, protetores, etc. No entanto, nem sempre esses produtos são suficientes ou adequados para cada situação. Por isso, uma ideia que pode ser muito útil é oferecer um serviço de consultoria para evitar acidentes domésticos com bebês.

Esse serviço consiste em visitar a casa do cliente e fazer uma avaliação dos possíveis riscos que existem em cada cômodo. Em seguida, o consultor indica as melhores soluções para prevenir os acidentes, seja por meio de produtos específicos ou de mudanças simples no ambiente.

Essa ideia é vantajosa tanto para o cliente quanto para o consultor, pois permite aumentar a segurança e o bem-estar da família, além de gerar uma renda extra para quem tem conhecimento na área.

Ideias de negócios inovadores

Além das ideias que já citamos acima, existem muitas outras possibilidades de negócios inovadores que podem ser exploradas no Brasil. Algumas delas são:

  • Plataforma de aluguel de bicicletas elétricas;
  • Aplicativo de carona solidária;
  • Loja online de produtos personalizados;
  • Serviço de assinatura de flores;
  • Plataforma de crowdfunding para projetos sociais;
  • Serviço de delivery de comida saudável;
  • Loja online de produtos sustentáveis;
  • Serviço de aluguel de brinquedos;
  • Plataforma de troca de livros;
  • Serviço de coaching online;
  • Aplicativos de revenda.

Como você pode ver, existem muitas ideias de negócios que faltam no Brasil ou que ainda não são tão populares por aqui. O importante é identificar oportunidades de mercado, estudar a viabilidade do negócio, conhecer o público-alvo e buscar formas de inovar e se diferenciar.

Lembre-se de que o sucesso de um negócio não depende apenas da ideia em si, mas também da dedicação, do planejamento, da execução e da capacidade de adaptação às demandas do mercado. Portanto, se você tem interesse em empreender, esteja aberto a novas ideias, pesquise, faça cursos, converse com especialistas e esteja disposto a investir tempo e recursos no seu projeto.

Qual empreendimento dá mais certo?

Não existe uma resposta única para essa pergunta, pois o sucesso de um empreendimento depende de vários fatores, como planejamento, pesquisa de mercado, gestão financeira, marketing, etc. No entanto, alguns tipos de empreendimento que estão em alta no mercado e que podem ser uma ótima opção para você que quer começar um negócio próprio. Vamos ver, então, por quê cada um deles faz sucesso.

Aluguel de roupa

Para ser bem sucedido nesse ramo, é preciso oferecer peças de qualidade, variedade e bom gosto, além de um serviço de entrega e devolução eficiente. Você pode se especializar em um segmento, como roupas de festa, ou atender a diferentes públicos e estilos.

Dropshipping

Nesse caso, é essencial escolher bem os produtos que vai vender, os fornecedores que vai trabalhar e as plataformas que vai usar. Você também precisa ter uma boa estratégia de marketing digital para atrair e fidelizar clientes.

Chef de cozinha particular

Para brilhar como chef, é preciso ter habilidade culinária, criatividade e bom relacionamento com os clientes. Você também precisa investir em utensílios e ingredientes de qualidade e divulgar seu trabalho nas redes sociais ou por indicação.

Negócios inclusivos

Ter uma visão social e ambiental do negócio, além de buscar parcerias com organizações não governamentais, instituições públicas ou privadas e outros empreendedores sociais faz a diferença nesse segmento. Você também precisa ter um modelo de negócio sustentável financeiramente e medir o impacto gerado pela sua atuação.

Mas afinal, qual deles dá mais certo? A resposta é: depende. Depende do seu perfil, do seu público-alvo, do seu diferencial competitivo, do seu planejamento e da sua execução. Não existe uma fórmula mágica para empreender, mas sim um conjunto de fatores que podem aumentar as chances de sucesso.

Por isso, antes de escolher o seu tipo de empreendimento, faça uma pesquisa de mercado, um plano de negócios e uma análise SWOT. Assim, você poderá validar a sua ideia e traçar as melhores estratégias para alcançar os seus objetivos.

Em que empreender em 2023?

O ano de 2023 promete ser um ano de muitas oportunidades para quem quer empreender. Mas como saber em que área investir o seu dinheiro e o seu tempo? A seguir, listamos ideias de negócios lucrativos e simples que estão em alta e que podem ser uma boa opção para você começar o seu próprio negócio.

Uma das tendências mais fortes para o empreendedorismo em 2023 é a transformação digital. Isso significa que as tecnologias como inteligência artificial, internet das coisas, realidade virtual e aumentada, computação em nuvem, blockchain e 5G vão continuar mudando a forma como as pessoas se comunicam, se informam, se divertem e consomem. Por isso, investir em negócios que usam essas tecnologias ou que oferecem soluções para os problemas e as necessidades dos consumidores nesse cenário pode ser uma ótima ideia.

Outra tendência que não é novidade, mas que continua em alta, é o e-commerce. O comércio eletrônico cresceu muito nos últimos anos, principalmente por causa da pandemia de covid-19, que fez com que muitas pessoas comprassem mais pela internet. O e-commerce oferece muitas vantagens tanto para os consumidores quanto para os empreendedores, como praticidade, conveniência, variedade e custos reduzidos. Além disso, existem muitos nichos de mercado que podem ser explorados no e-commerce, como moda e acessórios, clubes de assinatura, produtos vegetarianos e veganos, cosméticos naturais, dark kitchens e delivery .

Mas se você prefere um negócio mais simples e seguro, uma boa opção pode ser investir em uma franquia. As franquias são modelos de negócio que já foram testados e aprovados pelo mercado, e que oferecem todo o suporte e a orientação do franqueador para o franqueado. Assim, você não precisa se preocupar com a criação do plano de negócio, a escolha do ponto comercial, a divulgação da marca e a gestão do negócio. Você só precisa seguir as regras e as orientações da franquia e aproveitar os benefícios de fazer parte de uma rede consolidada.

Por fim, uma ideia de negócio lucrativo e simples que está em ascensão é o mercado de revenda tradicional que agora está se digitalizando. Esse mercado consiste em comprar produtos de fornecedores e revender para os consumidores finais, ganhando uma comissão sobre as vendas. Esse tipo de negócio é muito popular no Brasil, principalmente entre as mulheres que querem ter uma renda extra ou serem donas do próprio tempo.

Com a digitalização desse mercado, surgiram empresas como a Vendah, que oferece uma plataforma online para facilitar a revenda de produtos de diversas categorias como Casa, Cozinha, Pet e Bebê. A Vendah é inovadora porque permite que as revendedoras criem suas próprias lojas virtuais, escolham os produtos que querem revender entre mais de 800 produtos, recebam os pedidos dos clientes sem precisar ter estoque ou fazer entregas e ainda tenham acesso a treinamentos e suporte da empresa.

Essas são algumas ideias de negócios lucrativos e simples para você empreender em 2023. Mas lembre-se: antes de começar o seu negócio, é preciso fazer uma pesquisa de mercado, um planejamento estratégico e uma gestão financeira eficiente. Assim, você aumenta as chances de sucesso do seu empreendimento.

Investir em negócios que faltam no Brasil é uma boa ideia?

Sem dúvidas, o Brasil oferece diversas oportunidades para empreendedores que buscam ideias inovadoras e lucrativas. Observar as tendências e necessidades do mercado é fundamental para identificar negócios que ainda não existem no país ou que são pouco explorados. Alguns exemplos de ideias americanas e europeias que podem ser adaptadas são o aluguel de roupas, o modelo de dropshipping, negócios inclusivos, o modelo "Buy one, give one", chef de cozinha particular, traveleyes e consultoria para evitar acidentes domésticos com bebês.

Além dessas alternativas, existem muitas outras possibilidades inovadoras para empreender, como plataformas de aluguel de bicicletas elétricas, aplicativos de carona solidária, lojas online de produtos personalizados, serviços de assinatura de flores, plataformas de crowdfunding para projetos sociais, entre outros.

No entanto, é importante lembrar que o sucesso de um negócio depende não apenas da ideia em si, mas também do planejamento, execução e capacidade de adaptação às demandas do mercado. É necessário estudar a viabilidade do negócio, conhecer o público-alvo e buscar formas de se diferenciar.

Em 2023, algumas áreas promissoras para empreender são a transformação digital, o e-commerce, investir em franquias e o mercado de revenda tradicional que está se digitalizando, como é o caso da Vendah. Antes de iniciar um negócio, é essencial realizar uma pesquisa de mercado, um planejamento estratégico e uma gestão financeira eficiente para aumentar as chances de sucesso.

Com dedicação, criatividade e conhecimento, é possível encontrar oportunidades e criar negócios próprios que sejam lucrativos e bem-sucedidos no Brasil, assim como a Vendah.

Postagem anterior
Próxima postagem

Agradecemos sua assinatura

Ver opções

Fechar
Editar
this is just a warning
Fechar
Carrinho
0 Produtos